Guia das sopas: Tipos, benefícios e as mais consumidas

Sopa-de-legumes-kük-comida-congelada

Mundialmente conhecidas e apreciadas, as sopas se apresentam de formas variadas. Bem quentinhas, elas são recomendadas para os dias mais frios. Há quem diga que sopa é tudo igual, mas neste post vamos te mostrar os variados tipos de sopas, seus benefícios e ainda as mais consumidas no Brasil e no mundo. É o guia das sopas para você ficar por dentro de todas as suas funcionalidades.

 

As sopas são os primeiros pratos elaborados da humanidade. Há muito tempo, na época pré-histórica, os humanos descobriram que cozinhar carnes com ervas e água as tornava mais macias e saborosas. A partir de então, elas vêm sofrendo constantes transformações e estão cada vez mais saborosas e elaboradas.

 

Quais são os tipos de sopas?

Sopa-kük-comida-congelada

Muita gente fala que sopas, caldos e cremes são todos iguais. Mas não são. Elas são realmente parecidas e utilizam, na maioria das vezes, os mesmos ingredientes, mas suas diferenças são bastante significativas. Há ainda as sopas doces e as sopas frias. Saiba mais sobre cada tipo abaixo.

 

Sopa

A sopa, geralmente, é mais carregada de nutrientes. As sopas contam com a presença dos vegetais, ricos em vitaminas e minerais, além do macarrão, que se for integral, é uma boa fonte de fibras alimentares para o organismo.

As sopas têm o caldo como base, acrescidas de ingredientes como hortaliças e carnes em pedaços. Podem ter também a adição de arroz e macarrão.

 

Caldo

É um concentrado de aromas e sabores, preparado com legumes ou carnes e temperos. Pode ser utilizado como base para sopas ou cremes. O caldo também é perfeito para entradas ou acompanhamentos no nosso dia a dia. Além disso, quanto mais tempo a iguaria é deixada no fogo mais seu sabor é apurado.

Os caldos mais tradicionais são os de carne, peixe e vegetais. Mas são também bastante utilizados como entrada das refeições como o missoshiru ou de ervilha. Eles são mais leves e preparam o estômago para os pratos principais de determinada refeição.

 

Cremes

Seja de milho, espinafre, abóbora ou de outro tipo, o destaque para o creme é a presença de algum laticínio no seu preparo. Normalmente é feito à base de um caldo com adição de leite, creme de leite ou queijo. Além de ser um prato mais espesso e cremoso.

Tem ainda o aspecto bem lisinho e uma textura aveludada na boca. Eles podem ter alguns pedaços ou ser totalmente homogêneos. A diferença para a sopa é a sua base mais espessa, já que o ingrediente principal é amassado ou batido no liquidificador.

 

Sopas doces

É uma sobremesa deliciosa e pode ser feita à base de frutas, leite de vaca ou leite de coco, chocolate, vinho, sagu e outros ingredientes. Elas são acompanhadas ainda de diversas especiarias que dão mais aroma aos pratos. Podem ser servidas quentes ou frias.

 

Sopas frias

Muita gente liga sopa ao inverno, não é mesmo? Mas as sopas frias estão aí para desmistificar isso. No verão, as versões frias das sopas são boas opções para quem quer se refrescar. Elas ainda são bem leves para enfrentar o calor. Podem ser elaboradas com tomate, iogurte, abóbora, pepino, dentre outros ingredientes.

 

 

Benefícios

Sopa-kük-comida-congelada

As sopas apresentam uma diversidade de nutrientes fundamentais ao funcionamento do organismo, geralmente com baixa densidade energética e boa disponibilidade de vitaminas, minerais, antioxidantes, fibras e água. Para isso os ingredientes precisam ser frescos, variados e equilibrados.

 

VEJA TAMBÉM: O frio chegou! 5 receitas fáceis de sopas para te aquecer no inverno

 

É importante escolher uma proteína de boa qualidade, como carnes com gordura em pequena quantidade ou as leguminosas. Abuse dos vegetais, como alho-poró, cebola, repolho, espinafre, chuchu e abobrinha. Porém, é importante se atentar no excesso de alimentos ricos em carboidratos como batata, inhame, mandioca, que devem ser consumidos com moderação.

 

Abaixo, listamos alguns benefícios das sopas:

 

Ajuda a controlar o peso: Elas podem contribuir com o controle do peso ao proporcionar saciedade, principalmente as que são de vegetais por conter mais fibras. Se ela for servida antes da refeição principal, ajuda também a diminuir a ingestão de alimentos. Vale destacar que a sopa não deve ser calórica — a ideal para esse objetivo é a de legumes, com vegetais e proteína. Mas, é preciso ter bom senso para evitar exageros e as restrições alimentares.

 

Ajuda na hidratação do corpo: Como possuem uma boa quantidade de água, as sopas contribuem bastante para a hidratação do organismo. Os vegetais e legumes são ricos em água, além do próprio caldo da sopa. É preciso tomar água e outros líquidos como chás e sucos durante todo o dia para manter o corpo hidratado. Mas como diminuímos a ingestão de água em épocas frias do ano, é uma boa maneira de continuar se hidratando bem.

 

É de fácil digestão: O cozimento dos alimentos é lento e prolongado. Assim, as fibras de carnes e vegetais ficam abrandadas, facilitando a mastigação e a digestão. Caso a sopa seja liquidificada, a digestão será ainda mais fácil. Mas as sopas ricas em gorduras, com queijo parmesão ou com creme de leite, por exemplo, são digeridas mais lentamente.

 

É nutritiva: Quem fala que sopa não é janta não sabe o que está falando. Além de ser um jantar, é ainda uma ótima opção por vários fatores, sobretudo por reunir vários nutrientes juntos. As que são feitas com vegetais variados contêm vitaminas e minerais importantes para a saúde.

Algumas contém carnes, ovos e outras fontes de proteína, além de batata, mandioca, arroz e outros alimentos ricos em carboidratos. Assim, a sopa se torna uma refeição completa. Uma boa maneira de consumir esses nutrientes que tanto fazem bem ao organismo.

 

É comfort food: É o tipo de comida que traz aquele aconchego. A sopa é um desses pratos que, sem dúvidas, tem a capacidade de trazer boas e afetivas memórias. Causam uma sensação de bem-estar seja pelos aromas, sabores e, especialmente pelas boas lembranças.

 

É acessível: Além de muito nutritiva, a sopa é muito acessível. Ela pode ser feita com itens mais comuns, como vegetais ou ainda fazer com carnes de segunda ou que contenham ossos. Músculo e coxas de frango são as mais utilizadas. Tem também a sopa de entulho, bastante falada por aí. Nela, dá para utilizar um pouco de cada coisa que está sobrando na geladeira e fazer uma bela sopa. Evita, assim, o desperdício de alimentos.

 

As mais consumidas no Brasil

 

Caldo de feijão: É um dos preferidos dos brasileiros. Pode ser feito tanto com feijão-carioquinha, quanto com o preto. Além da leguminosa, ele leva bacon e calabresa, temperos e cheiro-verde e é triturada no liquidificador.

 

Caldo de mocotó: É a região das patas do boi. O caldo é mais aquoso, muito perfumado e riquíssimo em nutrientes, principalmente colágeno. Pode levar cenoura, feijão-branco, batatas e outros ingredientes a gosto de quem está cozinhando.

 

Sopa de legumes com carne: É uma das sopas mais consumidas, especialmente na região Sul do Brasil. Feita com legumes e geralmente traz o músculo como a proteína principal do prato.

 

Canjiquinha: Também conhecida como quirerinha. É um tipo de farinha de milho, só que bem mais grossa. Ela é cozida com temperos, vegetais e carnes, que podem ser bacon, calabresa, costelinha salgada ou até mesmo o frango.

 

Caldo de vaca atolada: Você já deve ter comido vaca atolada, que é um prato de costela de vaca com mandioca. Quando mais consistente, é servida com arroz, mas pode virar um caldo delicioso se desossada e mais líquida.

 

Canja de galinha: É considerada a sopa para pessoas que estão doentes, mas é a preferida de muitas pessoas. A canja de galinha, além do frango, tem ainda um caldo saboroso a base de batata e cenoura. O arroz ou o macarrão fica a gosto de quem está preparando.

 

Abóbora com carne seca: Essa sopa traz bem a mistura do Brasil. Esses dois ingredientes são usados em diversos pratos e combinam muito bem na sopa também. A abóbora cozida é batida no liquidificador para formar um caldo mais consistente. Depois, são adicionados temperos e a carne seca já temperada e desfiada. Por fim, pode acrescentar creme de leite ou requeijão cremoso.

 

 

As mais consumidas no Mundo

 

Como já falamos anteriormente, a sopa foi a primeira comida que surgiu no período pré-histórico. Assim, é um prato apreciado em todo o mundo. Claro que cada país possuí sua característica e uma variedade grande de ingredientes. Conheça abaixo as sopas mais consumidas em alguns países.

 

Espanha: A sopa mais famosa da Espanha provém de sua região mediterrânea, a Andaluzia, e é conhecida como Gazpacho. Não é à toa que o sabor desse prato típico espanhol seja resultado de ingredientes frescos como tomate, alho, cebola, pimenta e azeite. O nome Gazpacho, em árabe, significa pão molhado, uma vez que, habitualmente, essa sopa é consumida fria acompanhada por um pedaço de pão. Nos dias atuais, a receita de gazpacho possui diversas variações, que incluem o uso de amêndoas, abacate, melão, melancia, dentre outros ingredientes.

 

Itália: A sopa Minestrone surgiu durante a Primeira Guerra Mundial. Com a escassez de alimentos no país, os camponeses inventaram um caldo salgado, no qual eram cozidos todos os vegetais disponíveis. Na época, o prato era preparado nas praças da cidade, em grandes caldeirões, e cada família contribuía com os ingredientes que possuía. Surgiu então, o Minestrone, que em italiano significa “sopão de vegetais”.

 

México: A sopa de tortilla é a mais consumida entre os mexicanos. O México é mundialmente conhecido por suas tortilhas de milho, porém poucos sabem que esse alimento é a base de uma famosa sopa típica do país. Na Sopa de Tortilla, pedaços de tortilhas de milho fritas são misturadas a um caldo de tomate temperado com cebola, alho, salsinha e pimenta.

 

Portugal: O Caldo Verde é considerado uma das 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa. Ele surgiu na região do Minho, uma das mais frias e chuvosas do país. Logo, essa sopa quente serviu como base da alimentação dos camponeses da região, a partir do século XV. Na preparação do caldo verde, utiliza-se um vegetal típico do norte de Portugal: a couve-galega. A sopa é complementada por batatas e, após estar pronta, coloca-se um pedaço de chouriço para contrastar com os sabores suaves ali presentes. Tradicionalmente, o caldo verde deve ser servido em tigelas de barro, acompanhado por broa de milho e um bom vinho tinto.

 

França: A Soupe à l’Oignon Gratinée é uma das mais refinadas do mundo. Embora as sopas de cebola já fossem consumidas pelas civilizações grega e romana, a primeira receita documentada desse prato tal como conhecemos hoje foi elaborada por um francês no século XVII. Inicialmente consumida por camponeses pobres, devido ao preço acessível das cebolas, a sopa ganhou popularidade e hoje é servida em todos os tipos de restaurantes. O grande segredo dessa preparação é gratinar as cebolas em manteiga até que fiquem escuras. Ao serem misturadas em um caldo temperado, forma-se uma sopa levemente cremosa e aveludada.

 

China: A sopa Wonton é originária  da região do Cantão. Nesse prato, uma massa de farinha e ovos muito fina, chamada wonton, é cozida em um caldo condimentado junto a vegetais e carnes. Com o advento da Segunda Guerra Mundial, a sopa popularizou-se entre as classes trabalhadoras e hoje é consumida em todo o país e na região do Sudeste Asiático.

 

Peru: O Chupe de Marisco é a favorita no Peru. Essa sopa peruana, popular na região sul do país, é feita com mariscos cozidos em um creme temperado com pimenta e alho. O resultado é um caldo cremoso, no qual são adicionados queijo e vinho branco. Atualmente, encontram-se variações com outras proteínas como camarões, carne bovina e frango.

 

EUA: A Chowder Soup é uma das mais tradicionais sopas da América do Norte. É feita à base de creme de leite e frutos do mar. Com a colonização britânica nos EUA, a sopa foi trazida para a América e desde o século XVII são encontradas receitas desse prato no continente. Existe, inclusive, uma data oficial no calendário americano para comemorar o dia nacional da Chowder Soup. Ao redor do país, existem diversas variedades dessa famosa sopa, incluindo a New England Clam Chowder (com cebolas e batatas), a Manhattan Clam Chowder (com caldo de tomate substituindo o creme de leite) e a Rhode Island Clam Chowder (com bacon e mariscos).

 

Japão: Ramen é a sopa mais tradicional do Japão. Ela consiste em um caldo à base de porco, peixe ou frango, temperado com tarê e servido com macarrão. Como acompanhamentos, utilizam-se diversos ingredientes, incluindo vegetais e ovos cozidos.

 

Hungria: A Goulash é uma das sopas mais famosas do Mundo e é da Hungria. Durante o preparo, as carnes eram cozidas em um caldo temperado até que esse secasse. Na hora do consumo, os pastores as esquentavam novamente com água, formando uma sopa quente e nutritiva. Com o passar dos séculos, a receita do Goulash foi sendo aprimorada com a adição de páprica e tomates, tomando a forma que conhecemos hoje. Em algumas preparações, utilizam-se batatas e macarrão para enriquecer a sopa.

 

 

Conheça as sopas da kük

A kük possui no seu cardápio uma variedade de sopas. São porções individuais e congeladas, prontas para serem consumidas. Elas ficam prontas em dez minutos no micro-ondas e irão te trazer muita praticidade no dia a dia. E claro, um sabor único e com toque de chef!

Clique aqui para conhecer nossas sopas e pedir as suas preferidas.

Posts relacionados